fbpx

20th CENTURY MASTERWORKS

Miles Davies

20th CENTURY MASTERWORKS
históricos de colecção!

Há uma editora musical sediada em Barcelona, e com escritório permanente entre nós também, e onde pontifica a linda Carla Aranha, que de vez em quando gosta de surpreender todos os seus habituais seguidores, que aliás funcionam simultaneamente também como leais consumidores, com lançamentos especiais de obras de grande qualidade, alguns deles já anteriormente considerados pela critica como obras-primas e virados quase sempre para a área da grande música negra, em especial o jazz e os blues e para a MBP(música popular brasileira)  em termos de material mais antigo, editora essa que de facto tem dado cartas em termos de licenciamento, para posterior edição  própria e se tem também especializado na recuperação de obras esgotadas no mercado ou mesmo descatalogadas  há bastante tempo, isto numa altura em que as grandes editoras, as apelidadas de majors, já quase esqueceram ou não ligam muito ao seu riquíssimo back catalogue, que para eles funciona assim a modos que um imenso e silencioso arquivo ou um mero espólio, do qual, de tempos a tempos, lançam mão para algumas, poucas, eventuais edições, que quase sempre servem como que para marcar o ponto, para comemorar datas de aniversários de uma  primeira edição ou fazer periódicas campanhas que mais não servem senão para aumentar convenientemente as respectivas facturações mensais…

Falo concretamente da Distrijazz, empresa que tem sistematicamente, e a muito bom ritmo, lançado uma vasta selecção de soberbos discos, obras sobre as quais me tenho periodicamente, e, reconheço que com grande satisfação, debruçado aqui no espaço das minhas escolhas.

Agora, mais uma vez tenho de noticiar e salientar a excelência de uma série de discos de jazz que a mesma editora acaba de lançar no mercado ibérico e que constituem verdadeiras obras-primas de algumas das mais míticas figuras da mesma área, tais como efectivamente devem considerar-se vários geniais artistas como Miles Davis (Kind of blue), Billie Holiday (Lady in satin), Nina Simone (Forbidden fruit), Chet Baker (Sings), Nat King Cole (After midnight), Dave Brubeck (Time out), Django Reinhardt (Best of) ou Art Blakey com os seus famosos Jazz Messengers (Moanin´); por fim, e completando o brilhante ramalhete, saliento ainda mais cinco obras que incluem no mesmo projecto, seleccionado reportório de dois diferentes artistas, embora aqui actuando na mesma formação na altura, tal como sucedeu com a dupla Cannonball Adderley/Miles Davis (Something else ), com “ Louis Armstrong  meets Óscar Peterson”, com “Stan Getz meets Óscar Peterson”, com “Sarah Vaughan & Clifford Brown” e com a dupla de geniais saxofonistas “Cannonball Adderley & John  Coltrane”, (Quintet live in Chicago); todos estes magníficos discos, que mais uma vez vivamente recomendo, surgem  em edição totalmente remasterizada, incluindo também um novo e atraente booklet de 20 páginas onde os dados biográficos surgem devidamente  actualizados.

Uma mão cheia de discos que são peças musicais de enorme importância musical e histórica, algumas  delas verdadeiros retratos sonoros de grandes e épicos momentos, constituindo-se por isso mesmo também como alguns momentos únicos e discograficamente históricos da história da grande musica negra mundial!

Distrijaz Miles Davies

CDs 20 century masterworks/Distrijaz