Você está aqui: Entrada / Notícias / MAJA

MAJA

É sabido que muita gente de outras latitudes que não a portuguesa se apaixonou um dia pelo fado e muitas vezes chegou mesmo a arriscar cantá-lo; a prova disso é uma serie de japoneses o terem já ousado interpretar e sempre na língua de Camões, quebrando assim uma barreira geográfica e linguística que existia há muitos anos, possivelmente desde a chegada dos portugueses ao Japão por alturas do já longínquo 1543(urgente ver a obra-prima cinematográfica que é sem dúvida “Silêncio”de Martin Scorcese sobre a tumultuosa chegada do cristianismo ao Oriente). Desde Kumiko Tsumori até Yoko, passando por Taku, Chiharu Kamika e Hideco Tsuquida, entre outros, todos eles já se entusiasmaram a ponto de o cantarem ao vivo em locais de shows, em tradicionais casas de fado e até mesmo em programas de televisão aquém e além-mar... Perante este verdadeiro tsunami vocal já não admirou muito também que tivesse surgido há poucos anos atrás a uma nativa da Bósnia a cantar também o fado, só que desta vez com uma qualidade acima dos seus predecessores do Oriente (há que acrescentar ao numero dos ousados cantores japoneses também o da chinesa Cao Bei ). De nome Maja Milinkovic, embora toda a gente a conheça só pelo primeiro nome formou-se no Conservatório de Belgrado e pouco tempo depois era já uma revelação na música pop , área que entretanto abandonou quando ao ouvir a grande e divina Amália se apaixonou pelo nosso fado! Segundo a própria cantora foi um amor à primeira vista afirmando mesmo, para melhor tentar explicar essa sua inclinação pela canção nacional, que certamente noutra vida anterior teria sido mesmo...portuguesa! Depois de em 2013 ter editado um primeiro trabalho na área do fado- “Fado meu”, reincidiu em 2017 ao gravar -”Fado é sorte” , um projecto, apoiado pela Rádio Amália (92.0 fm),onde é evidente uma já grande maturidade fadista e onde regista um progresso deveras assinalável especialmente no domínio da nossa língua porque voz boa já ela tinha bem como capacidades natas para o fado; incluindo no disco vários fados tradicionais e três inéditos revela-se também uma compositora a ter em conta no futuro ao assinar um bela composição na abertura do disco. Emoção, raça, sensibilidade e carisma são alguns dos atributos que Maja evidencia neste novo trabalho e isso por si só já é meio caminho andado para conseguir conquistar na plenitude o publico português e lançar-se de seguida numa bem sucedida carreira de fadista pois tem predicados e valor para isso; oxalá a sorte, sempre necessária em qualquer fase da vida esteja com ela; mas como fado é sorte, sorte é destino e destino é fado o destino de Maja é ...triunfar! CD Seven Muses
classificado em: