Você está aqui: Entrada / Catálogo / MEMÓRIAS DO FADO

MEMÓRIAS DO FADO

Amostras

  • 01. Cantadeiras de Lisboa - DINA TEREZA-NOVO FADO DA SEVERA
  • 02. Cantadeiras de Lisboa - CELESTINA LUISA-AMOR ABENÇOADO
  • 03. Cantadeiras de Lisboa - MADALENA DE MELO-FADO ARMANDINHO
  • 04. Fernando Farinha - HISTÓRIA DO AMOR
  • 05. Fernando Farinha - MAPA DO CORAÇÃO
  • 06. Fernando Farinha - A VIDA
  • 07. Ercilia Costa - FADO DA ALFAMA
  • 08. Ercilia Costa - FADO DO PASSADO
  • 09. Ercilia Costa - O MEU FILHO
  • 10. Armandinho - FADO EM LÁ MAIOR
  • 11. Armandinho - FADO PENICHE
  • 12. Armandinho - FADO ARMANDINHO
  • 13. Herminia Silva - LISBOA ANTIGA
  • 14. Herminia Silva - VELHA TENDINHA
  • 15. Herminia Silva - FADO DAS MÃOS SUJAS
  • 16. Vozes e sons de Coimbra - ANTÓNIO PAULO MENANO-FADO DO ALENTEJO
  • 17. Vozes e sons de Coimbra - JOSÉ PARADELA DE OLIVEIRA-FADO DA SÉ VELHA
  • 18. Vozes e sons de Coimbra - EDMUNDO ALBERTO BETTENCOURT-CANÇÃO DA BEIRA BAIXA

PACKAGE PROMOCIONAL DE NATAL

UMA VERDADEIRA PROMOÇÃO DE NATAL. UMA PRENDA QUE SE TRANSFORMARÁ NO TEMPO NUMA PEÇA DE COLEÇÃO! AS DUAS CAIXAS CUSTAVAM 90 EUROS. AGORA CUSTAM 50 EUROS (PORTES GRATUITOS)

Este Natal decidimos fazer uma grande e extraordinária promoção de uma das nossas mais emblemáticas coleções. Juntámos DUAS CAIXAS para as vender PELO PREÇO DE UMA. Cada caixa contém 3 discos de capa dura, os chamados digibooks, conforme poderão confirmar no nosso catálogo individual. São gravações históricas, apenas disponíveis na nossa editora, portanto RIGOROSO EXCLUSIVO TRADISOM! A caixa com INTÉRPRETES FEMININAS é constituída por 3 edições: CANTADEIRAS DE LISBOA, HERMÍNIA SILVA e ERCÍLIA COSTA. A caixa com INTÉRPRETES MASCULINOS é constituída por 3 edições: ARMANDINHO, FERNANDO FARINHA, VOZES E SONS DE COIMBRA.

MEMÓRIAS DO FADO

50,00 €

JUNTÁMOS DUAS CAIXAS PARA AS VENDER PELO PREÇO DE UMA.

CADA CAIXA CONTÉM 3 DISCOS DE CAPA DURA, OS CHAMADOS DIGIBOOKS, CONFORME PODERÃO CONFIRMAR NO NOSSO CATÁLOGO INDIVIDUAL.

SÃO GRAVAÇÕES HISTÓRICAS, APENAS DISPONÍVEIS NA NOSSA EDITORA, PORTANTO RIGOROSO EXCLUSIVO TRADISOM!

A CAIXA COM INTÉRPRETES FEMININAS É CONSTITUÍDA POR 3 EDIÇÕES: CANTADEIRAS DE LISBOA, HERMÍNIA SILVA, ERCÍLIA COSTA.

A CAIXA COM INTÉRPRETES MASCULINOS É CONSTITUÍDA POR 3 EDIÇÕES: ARMANDINHO, FERNANDO FARINHA, VOZES E SONS DE COIMBRA

CANTADEIRAS DE LISBOA

SELEÇÃO DE INTÉRPRETES FEMININAS DE LISBOA DO INÍCIO DO SÉCULO XX

É SOBRETUDO NA DÉCADA DE 30 QUE O FADO ATINGE GRANDE POPULARIDADE, ATRAVÉS DO DECISIVO CONTRIBUTO DE CANTADORES E CANTADEIRAS QUE O SOUBERAM DIGNIFICAR E TÃO BEM INTERPRETAR. AS CANTADEIRAS DE LISBOA DEIXARAM OS SEUS NOMES GRAVADOS NA HISTÓRIA DO FADO, MUITAS COM BRILHANTES CARREIRAS, AUTÊNTICOS ÍDOLOS PARA INÚMEROS ADMIRADORES, CONSEGUINDO AUMENTAR SUBSTANCIALMENTE O NÚMERO DOS APRECIADORES DE FADO. AQUI RETRATAMOS ALGUMA DELAS, DESTACANDO-SE DINA TEREZA, MARIA SILVA (MARIASINHA), ERMELINDA VITÓRIA, MARIA EMÍLIA FERREIRA, MARIA DO CARMO, CELESTINA LUÍSA, ADELINA FERNANDES, MARIA DO CARMO TORRES E MADALENA DE MELO. Texto de JORGE TRIGO.

FERNANDO FARINHA

AS PRIMEIRAS VINTE GRAVAÇÕES INTREPRETADAS PELO FADISTA

É UMA DAS VOZES MAIS EMBLEMÁTICAS DA HISTÓRIA DO FADO. COMEÇOU A CANTAR MUITO JOVEM E FICOU PARA SEMPRE CONHECIDO COMO “O MIÚDO DA BICA”. COM APENAS SEIS ANOS DE IDADE, FERNANDO FARINHA JÁ CANTAVA PARA OS SEUS COLEGAS DA ESCOLA, E PARA OS VIZINHOS, QUE SE DELICIAVAM A OUVI-LO, E GOSTAVA DE IMITAR FILIPE PINTO E ALFREDO MARCENEIRO, NO JEITO E NO GESTO, DOIS GRANDES NOMES DO FADO DAQUELA ÉPOCA. GRAVOU MESMO O PRIMEIRO DISCO COM APENAS 11 ANOS. AO OUVIRMOS AS SUAS GRAVAÇÕES, EDITADAS NO PRIMEIRO QUARTEL DO SÉCULO XX, E INSERIDAS NESTE CD, LOGO NOS APERCEBEMOS DAS QUALIDADES DESTE GRANDE INTÉRPRETE DE FADO, CUJA VOZ SE MANTEVE COM O TIMBRE E JEITO MUITO PESSOAL QUE SEMPRE O CARACTERIZARAM, QUALIDADES QUE O POVO PORTUGUÊS SEMPRE RECONHECEU COM CALOROSOS APLAUSOS, ESTIMA E ADMIRAÇÃO. Texto de VITOR DUARTE MARCENEIRO.

ERCÍLIA COSTA

AS PRIMEIRAS VINTE GRAVAÇÕES INTERPRETADAS PELA FADISTA 1929/1930

ERCÍLIA COSTA FOI A PRIMEIRA GRANDE ESTRELA DO FADO, A MAIS INTERNACIONAL DOS ANOS 30 DO SÉCULO XX. PARTICIPOU NAS PRIMEIRAS EMISSÕES DE RÁDIO QUE DECORRERAM NO CT1AA, DE ABÍLIO NUNES DOS SANTOS JÚNIOR, AMADOR PORTUGUÊS DE RÁDIO, SITUADO NOS ARMAZÉNS DO CHIADO, EM LISBOA, COM INÍCIO EM 1925. ERCÍLIA, NESSE ANO, JÁ ERA CONHECIDA A NÍVEL NACIONAL. OS SEUS INÚMEROS ADMIRADORES ATRIBUÍRAM-LHE O COGNOME DE “A SANTA DO FADO”, PELA SUA MANEIRA PESSOAL E PELA SUA APARÊNCIA EM PALCO, JÁ QUE CANTAVA SEMPRE DE MÃOS POSTAS, COMO QUE A FAZER UMA PRECE. A CARREIRA DE ERCÍLIA, COMO CANTADEIRA DE FADO NO TEATRO, INICIOU-SE EM 1927, NO TEATRO DA TRINDADE. ALI CANTOU EM DUETO COM ALBERTO REIS. Texto de JORGE TRIGO

ARMANDINHO

UMA SELEÇÃO ÚNICA DAS SUAS MAIS IMPORTANTES GRAVAÇÕES 1928/1946

A GUITARRA PORTUGUESA ESTÁ, HÁ MUITO, LIGADA AO IMAGINÁRIO DA MÚSICA POPULAR PORTUGUESA. AOS GUITARRISTAS COUBE A PRIMAZIA DE COMPOR NOVAS MÚSICAS, DE DESCOBRIR E ENSAIAR NOVOS VALORES E DE DIRIGIR O PANORAMA ESTÉTICO DAS CANÇÕES URBANAS. COM ESTE DISCO, PROPOMOS AOS OUVINTES A AUDIÇÃO DAQUELE QUE POR TODOS É CONSIDERADO COMO UM DOS MAIORES VULTOS NA HISTÓRIA DA GUITARRA PORTUGUESA E DO FADO. ARMANDO AUGUSTO FREIRE, MAIS CONHECIDO PELO DIMINUTIVO E NOME ARTÍSTICO DE ARMANDINHO, NASCEU EM 11 DE OUTUBRO DE 1891 E ACOMPANHOU EM CLUBES, FESTAS DE TEATRO, CASAS DE FADOS, E EM TODO O GÉNERO DE OCASIÕES TODOS OS GRANDES NOMES DO FADO E DO TEATRO DO SEU TEMPO, ENTRE OS QUAIS AMÁLIA RODRIGUES; ALFREDO MARCENEIRO, QUE ESTREOU O SEU FADO DO ESTORIL; JOAQUIM CAMPOS; MARIA DO CARMO (1894 - 1964); JOSÉ PORFÍRIO (1909 - 1940); RENATO VARELA (1909 - 1946); MARIA EMÍLIA FERREIRA (1896 - 1941); ENTRE OUTROS. ALGUNS DOS SEUS FADOS E MUITAS VARIAÇÕES DE SUA AUTORIA FAZEM AINDA PARTE ESSENCIAL DO REPORTÓRIO VULGAR DO GÉNERO NOS DIAS CORRENTES, ENALTECENDO-SE A SUA RARA QUALIDADE INTEMPORAL. Texto de PEDRO JORGE

HERMÍNIA SILVA

VINTE GRAVAÇÕES REALIZADAS ENTRE 1936 E 1947

É INDISCUTÍVEL QUE HERMÍNIA SILVA FOI UM ÍDOLO DO POVO, QUE A ELEGEU, A AMOU E VENEROU, E ELA CORRESPONDEU. FOI UMA FADISTA BEM SUCEDIDA NO TEATRO, ONDE FOI MUITAS VEZES CABEÇA DE CARTAZ, ARREBATOU AS PLATEIAS COM A SUA ACTUAÇÃO CÓMICA, OS SEUS APARTES DE UM ESPÍRITO JOCOSO, O PITORESCO DA LINGUAGEM QUE UTILIZAVA EM CENA, NAS REVISTAS EM QUE PARTICIPOU E EM QUE CANTOU FADOS QUE MERECERAM O AGRADO DO PÚBLICO. TEVE, AO LONGO DA SUA CARREIRA, MUITAS E VARIADAS PROPOSTAS PARA SE DESLOCAR AO ESTRANGEIRO, MAS TEVE SEMPRE MUITA RELUTÂNCIA EM SAIR DE PORTUGAL. PELA MÃO DE BEATRIZ COSTA, FOI AO BRASIL, ONDE TEVE UM ÊXITO ESTRONDOSO, MAS NÃO QUIS FICAR MUITO TEMPO COM SAUDADES DO FILHO E DE LISBOA. Texto de VITOR DUARTE MARCENEIRO

VOZES E SONS DE COIMBRA

SELEÇÃO DE INTÉRPRETES DA CANÇÃO DE COIMBRA. GRAVAÇÕES REALIZADAS ENTRE 1927 E 1929

A CANÇÃO DE COIMBRA É UM GÉNERO ARTÍSTICO EXPRESSIVO SURGIDO NO SÉCULO XIX E CONSOLIDADO NO SÉCULO XX, QUE SE ENCONTRA PROFUNDAMENTE INSCRITO NO IMAGINÁRIO ACADÉMICO E POPULAR DA CIDADE DO MONDEGO. NOS MEIOS ESTUDANTIS, MATERIALIZA-SE ATRAVÉS DE RITOS COMO A SERENATA, DE RECITAIS DE PALCO E SALÃO E DE PRESTAÇÕES VOCAIS E INSTRUMENTAIS. ESTÁ ASSOCIADA A UMA PAISAGEM SONORA FORTEMENTE DELIMITADA POR VOCALIZAÇÕES ARIOSAS E PELOS SONS DA GUITARRA DE COIMBRA. OS CINCO PERFORMERS SELECCIONADOS NESTE CD – ANTÓNIO MENANO, PARADELA DE OLIVEIRA, LUCAS JUNOT, ANTÓNIO BATOQUE E EDMUNDO BETTENCOURT - CONSTITUEM APENAS UMA PEQUENA AMOSTRA QUANDO COMPARADOS COM O ELEVADO NÚMERO DE ARTISTAS JUNIORES E SENIORES QUE SE MANTINHA EM ACTIVIDADE NA “GALÁXIA SONORA COIMBRÔ DOS LOUCOS ANOS VINTE, TENDO MUITOS DELES TAMBÉM PROTAGONIZADO REGISTOS FONOGRÁFICOS QUE CONSIDERAMOS DE INTERESSE RELEVANTE PARA A CONSTITUIÇÃO DE UM ARQUIVO SONORO PORTUGUÊS. Texto de ANTÓNIO MANUEL NUNES